Tag

China

Sistema Internacional

Espionagem em uma nova guerra fria?

Desiree Almeida Pires

Desde que Donald Trump assumiu a presidência dos Estados Unidos, embasado no discurso de America First, as desavenças entre EUA e China têm-se acirrado. Ainda ao início de 2018, um ano após ter assumido a presidência, Trump anunciou que colocaria tarifas sobre as importações de aço e alumínio, justificando a decisão como necessária para lidar com o que ele considerou como concorrência desleal da China no comércio internacional e que, como consequência, estava prejudicando as indústrias e os trabalhadores estadunidenses.

Leia mais
Comércio Internacional

EUA perdem batalha contra a China, mas a grande perdedora é a OMC

Carolina Loução Preto

A derrota dos EUA nessa disputa não terá grandes consequências práticas. Não apenas porque há um acordo entre os dois países, negociado às margens da OMC, e sobre o qual a decisão não tem impacto, mas também porque, com a paralisação do Órgão de Apelação causada pela administração Trump, caso os EUA apelem da decisão, o caso ficará formalmente suspenso por tempo indefinido e não terá qualquer efeito legal. Isto é, a recente decisão multilateral, que, em outros tempos, teria consequências relevantes por envolver duas economias centrais para o sistema de comércio, hoje apenas evidencia a diminuição da relevância e a profunda crise em que a OMC se encontra

Leia mais
Comércio Internacional, Redes e tecnologias

Guerras Comerciais High Tech: a disputa entre Estados Unidos e China pelo 5G

Marcel Artioli

Embora a administração Trump tenha obsessão pela questão comercial, tais aspectos estão apenas lateralmente conectados às habilidades dos Estados Unidos em tecnologias high tech. Isso porque as vantagens da China resultam, em grande medida, não de uma conduta ilegal – ainda que as ações chinesas criem um campo de desigual de disputa-, mas do peso do país em termos de investimento global e em participação nas cadeias produtivas globais. Daí a estratégia de Trump de buscar limitar a ubiquidade dos produtos chineses em tecnologia 5G, que ganhou reforço pela redução da atividade econômica causada pela crise do Coronavírus ou COVID-19. Isto é, a crise de saúde global, além de possivelmente levar a um grave problema econômico sem precedentes na história, cria oportunidade para que empresas multinacionais transfiram a produção para fora da China, ou busquem uma reconversão industrial para enfrentar a crise e o fornecimento de bens industriais hospitalares, como os ventiladores médicos, por exemplo. Isso poderia ser um ponto de virada no cenário industrial asiático.

Leia mais
Saúde Global

Coronavírus: a importância de uma resposta mundial coordenada

Maíra Fedatto

Quando a OMS se abstém de agir, cria-se um vácuo de autoridade na arena internacional de saúde, que é, precisamente, o papel que a Organização deve desempenhar. Este vácuo pode levar outros atores, como governos e setores privados, a tomarem suas próprias decisões, de forma unilateral. Este é o pior cenário, tendo em vista que temas relacionados à saúde transcenderam o sentido e a autonomia nacional sobre a responsabilidade sanitária.

Leia mais
Sistema Internacional

BRICS: à espera de dias melhores

Williams Gonçalves

Com o passar do tempo, os membros do BRICS foram descobrindo e encontrando muitas oportunidades de cooperação, assim como as organizações da sociedade civil foram aproveitando para se conhecer e empreender interessantes processos de cooperação, particularmente na área da ciência e da tecnologia, envolvendo institutos e universidades. Recentemente, no entanto, relações do Brasil com o grupo esfriaram de forma considerável.

Leia mais