Pesquisadores

Membro fundador

Marco Aurélio Nogueira

Professor Titular (Aposentado) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) e do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP).

Coordenação científica

Carlos Eduardo Carvalho

Professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP) e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do ABC (UFABC). Trabalha temas relacionados a Economia Monetária e Financeira, Economia Política Internacional, Economia da América Latina, Instituições Monetárias e Financeiras do Brasil.

Equipe Executiva

Marcel Artioli

Mestre em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Pesquisa economia política internacional, desenvolvimento tecnológico, política industrial, sistema financeiro e empresariado brasileiro. Atualmente é Analista de Desenvolvimento Agrário da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo.

Doutora em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP) com pesquisa sobre política internacional do PSDB com foco em FHC. Mestre em Relações Internacionais pela mesma instituição, com pesquisa sobre as relações Brasil-Paraguai durante os governos Lula-Lugo e a renegociação do Tratado de Itaipu, atua nas áreas de Política Externa Latino-Americana , Integração Regional e Teoria das Relações internacionais. Bolsista pelo programa Top USA Massachusetts Santander para a Brown University (EUA). Pesquisadora vinculada ao NEAI (Núcleo de Estudos e Análises Internacionais do IPPRI- Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais da UNESP); do IEEI-UNESP (Instituto de Estudos Econômicos Internacionais), participando do projeto Sem Diplomacia. Possui especialização em Política e Relações Internacionais pela Fundação Escola de Sociologia de São Paulo (FESPSP) e em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP).

Tatiana Teixeira

É editora do Observatório Político dos Estados Unidos (OPEU), uma iniciativa do INCT-INEU, instituto ao qual está vinculada como pesquisadora. Doutora em Ciência Política (Iesp/UERJ) e mestre em Relações Internacionais (PPGRI/UFF), Tatiana Teixeira foi visiting scholar no Think Tanks and Civil Societies Program (Universidade da Pensilvânia, EUA), sob orientação do prof. dr. James McGann. Ganhadora do Prêmio Franklin Delano Roosevelt de Melhor Dissertação de Mestrado da Embaixada dos EUA (2007), foi pesquisadora do Observatório Político Sul-Americano (Opsa/IUPERJ). Principais áreas de atuação: Relações Internacionais e Ciência Política. Principais temas/subáreas de interesse: Think tanks Norte-Americanos; Estudos sobre os EUA; Instituições Políticas norte-americanas; Subjetividades do Neoliberalismo.

Pesquisadores

Alcides Eduardo dos Reis Peron

Mestre e Doutor em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Atualmente, é pesquisador de Pós Doutorado (FAPESP) no Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador visitante do War Studies Department do Kings College London, Reino Unido. Desenvolve estudos sobre sistemas de reconhecimento facial, governamentalidade e segurança.

André Andriw Santos da Silva

Mestrando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Roraima (UFRR). Tem interesse nas áreas de Economia Política Internacional e Energias Renováveis.

André Leite Araújo

Doutorando em Ciências Políticas e Sociais pela Universidade de Bolonha (Itália), mestre em Relações Internacionais pelo Programa de Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP) e bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Pesquisa a interação entre Poder Legislativo e Política Externa na América Latina.

Danielle Amaral Makio

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP) . Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) com período de mobilidade na Universidade de Coimbra, Portugal. Atua em pesquisas nas áreas de Segurança Internacional, Teoria das Relações Internacionais, Sociologia Política Internacional e Estudos Pós-Soviéticos. Integrante dos grupos de pesquisa LEA (Laboratório de Estudos Asiáticos), NEAI (Núcleo de Estudos e Análises Internacionais) e GEDES (Grupo de Estudos de Defesa e Segurança Internacional), no qual atua no Observatório de Conflitos.

Desiree Almeida Pires

Doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP)  Mestre em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e bacharel em Relações Internacionais e em Ciências Econômicas pela FACAMP. Pesquisadora do Centro de Estudos de Relações Econômicas Internacionais (CERI-IE/Unicamp) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para estudos sobre os Estados Unidos (INCT-INEU). Tem interesse nas áreas de: Economia Política Internacional, Sistema Monetário e Financeiro Internacional, Instituições Internacionais.

Gabriel Dauer

Doutorando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (UnB) e bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisa o papel dos exilados argentinos no México na denúncia transnacional das violações de direitos humanos na ditadura argentina (1976-1983) e suas implicações nas relações diplomáticas Argentina-México. Seus temas de pesquisa são: Política Externa, Direitos Humanos, Deslocamentos Forçados, Movimentos Sociais, Justiça de Transição e Ditaduras de Segurança Nacional nas Américas.

Gabriel Garcia

Mestrando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharel em Relações Internacionais na Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC), membro do Instituto National de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INCT-INEU).

Giovana Oliveira Santos

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Tem como áreas de interesse: Economia Política Internacional e a atuação do Fundo Monetário Internacional.

Giovanna Bertolaccini

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos (UNISANTOS). Trabalha temas sobre Cooperação Sul-Sul técnica e científica, Relações Sino-Brasileiras, Exploração espacial e Astropolítica.

Giuliano Contento de Oliveira

Professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Leciona na Graduação em Economia do Instituto de Economia da Unicamp (IE/Unicamp), no Programa de Pós-Graduação em Economia do IE/Unicamp, no Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (Unesp – Unicamp – PUC-SP) e nos Cursos da Escola de Extensão da Unicamp (Extecamp).

Henoch Gabriel Mandelbaum

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Integra o Núcleo de Pesquisas em Relações Internacionais (NUPRI-USP), o Centro de Estudos das Negociações Internacionais (CAENI-USP) e o Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (CENEDIC-USP). Desenvolve pesquisas nas áreas de Política Externa, Segurança Internacional e Diásporas Asiáticas. Possui interesse em Brasil, China, América Latina e o Indo-Pacífico. Associado à Midwest Political Science Association (MPSA).

Isabelle Carvalho Costa Pinto

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade LaSalle, pesquisa focada na parceria estratégica China-Brasil. É gerente de Desenvolvimento de Negócios da Câmara de Comércio Brasil-China.

Ítalo Beltrão Sposito

Professor Adjunto no Bacharelado em Relações Internacionais da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e, atualmente, Professor Visitante na Universidad de la Republica, Uruguai. Mestre e doutor em Relações Internacionais pelo Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (IRI-USP) e graduado em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP)

Doutorando em Ciência Política na Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Relações Internacionais. Integra o Núcleo de Estudos sobre Política Externa dos Estados Unidos (NEPEU) atuando principalmente nos estudos sobre questões asiáticas e o engajamento de comunidades diaspóricas na política estadunidense. Desenvolve pesquisas no campo da política internacional voltadas à política indiana, com ênfase na política externa desse país; e geopolítica asiática e da Oceania dando ênfase aos temas do Indo-Pacífico. Associado à International Political Science Association (IPSA).

Júlia Tibiriçá

Doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestra em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP), Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Desenvolve pesquisa na área de tecnopolítica, internet e redes sociais, autoritarismos.

Letícia Figueiredo Ferreira

Doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestre em Economia Política Internacional pelo Programa de Pós-Graduação em Economia Política Internacional (PEPI) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e bacharela em Relações Internacionais pela mesma universidade. Além do NEAI, é pesquisadora do Observatório de Regionalismo (ODR), vinculado à Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo (REPRI). Tem como principais áreas de estudo: Relações Internacionais, Integração Regional, Economia Política Internacional e Estudos Euroasiáticos.

Luiz Fernando Conde Bandini

Mestrando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Graduação em Direito pela Universidade de São Paulo  (USP). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Comercial, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Direito Internacional Público, Direitos Humanos e Relações Internacionais. Pesquisa sobre a política externa brasileira de Direitos Humanos no período de redemocratização brasileira mais recente.

Marcela Franzoni

Mestra e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Fez estágio de pesquisa na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) e na Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD). Bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Sua agenda de pesquisa inclui a economia política internacional da América Latina, suas relações com os Estados Unidos e, em particular, a política externa do México.

Marta Cerqueira Melo

Doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestra em Integração Contemporânea da América Latina pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Bacharela em Humanidades pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisa na área de Economia Política Internacional, particularmente a Integração Econômica Regional Sul-Americana, a Iniciativa para a Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA) e os processos de territorialização do desenvolvimento econômico.

Melina Giannoni de Araujo

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP), possui especialização em Relações Internacionais pela Fundação Getúlio Vargas (2019). Atualmente é assessora na São Paulo Urbanismo, onde desenvolve atividade profissional na área de desenvolvimento urbano.

Doutora em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestre em Relações Internacionais pelo ISRI (Cuba) e Mestre em Direito Penal pela UO (Cuba). Atuou por sete anos como professora, coordenadora e pesquisadora no curso de Licenciatura em Direito da ULT, Cuba. Atua e tem interesse nas seguintes áreas: Integração Regional e relações bilaterais de Cuba com os países latino-americanos.

Pedro Henrique Mota de Carvalho

Doutorando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Pesquisador na área de Ciência Política e Relações Internacionais, com ênfase nos temas de propriedade intelectual, desenvolvimento e difusão internacional de norma.

Raí Luís Honorato

Mestrando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), campus Poços de Caldas. Pesquisador associado ao Grupo de Estudos em Política e Direito Ambiental Internacional (GEPDAI), vinculado ao CNPq; membro do Núcleo de Estudos e Análises Internacionais (NEAI) e integrante do Observatório de Regionalismo (ODR), vinculado à Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo (REPRI). Tem como agenda de pesquisa: mudanças climáticas e redução de emissões, comunidades e representações indígenas, integração regional, com foco na América Latina e Ásia, política externa brasileira e hidropolítica.

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Tem como área de interesse os estudos relativos à Política Externa dos Estados Unidos e Política Externa de Cuba.

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP – Unicamp – PUC-SP). Bacharel em Relações Internacionais pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e Especialista em Globalização e Cultura pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP). Tem como áreas de pesquisa grupos de extrema direita, movimentos nacionalistas, política externa dos EUA, globalização, o partido republicano, política externa brasileira, ciência política e política internacional