Tag

América Latina

América Latina

Política Externa Latino-americana Comparada: em busca de molduras teóricas e rigor metodológico

Italo Beltrão Sposito

Publicações recentes sobre política externa comparada da América Latina apresentaram contribuições importantes para o desenvolvimento teórico e a sistematização de bases de dados relacionados a vários países da região. No entanto, estudos qualitativos comparativos, que melhor se enquadram nas premissas básicas da subárea de análise de política externa, ainda são raros.

Leia mais
América Latina

A política doméstica afeta a integração regional? O alargamento do Mercosul no congresso paraguaio

André Leite Araújo

O comportamento dos parlamentares a respeito do alargamento do Mercosul se deu pela posição partidária na clivagem governo-oposição e pelo modo como os partidos entendiam os modelos de política externa do Paraguai. Ainda que haja variações ao longo do tempo, podemos apontar duas estratégias de projeção. Uma que se distancia do Mercosul e busca relacionamento direto com países do Norte Global, enquanto outra percebe o Mercosul como uma plataforma de relacionamento externo, assim como oferece ganhos comerciais imediatos.

Leia mais
América Latina

O futuro das relações entre a Argentina e o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Giovana Oliveira Santos

No mês de junho de 2018, o governo de Mauricio Macri (2015-2019) recorreu aos programas de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI). O acordo instituiu o programa Stand-by (SBA) por três anos, cujas condicionalidades e desembolsos são feitos de acordo com as revisões do staff do Fundo. Ao final do programa, os empréstimos totalizariam um valor de US$ 56,3 bilhões. Em agosto de 2019, a Argentina declarou moratória. Ao final desse ano, Alberto Fernández superou Mauricio Macri e foi eleito presidente do país. Logo no início de 2020, ocorreram as primeiras aproximações desse novo governo com o FMI, e até o momento, as negociações sobre a retomada do programa não foram de fato concluídas. Os primeiros sinais dados pelo novo governo demonstram seu objetivo em definir com a organização um novo programa com novas premissas, em que os termos permitam o inicio do pagamento da dívida apenas daqui três anos. Entretanto, Gerry Rice, diretor de comunicações do FMI, ressaltou que existem limitações para o adiamento de  prazos de pagamentos e reestruturação das dívidas. Deste modo, as expectativas argentinas podem não ser cumpridas.

Leia mais
América Latina

Bolívia 2020: entre o avanço da pandemia e as incertezas eleitorais

Clayton M. Cunha Filho

Após cerca de uma década de notável estabilidade política, fato excepcional em sua convulsiva história, a Bolívia se encontra desde as falidas eleições gerais de 20 de outubro de 2019 novamente diante de um cenário potencialmente explosivo e cheio de incertezas. As eleições estiveram marcadas por forte polêmica devido à candidatura do então presidente Evo Morales a uma nova reeleição, apesar da derrota no referendo ratificador da emenda constitucional que retirava os limites à reeleição em 21 de fevereiro de 2016. Apesar disso, nova candidatura de Morales fora validada pelo Tribunal Constitucional Plurinacional (TCP) em 28 de novembro de 2017, com base em uma demanda interposta por legisladores do partido Movimento Ao Socialismo (MAS), invocando o artigo 23 do Pacto de San José.

Leia mais
América Latina

Cuba: la transición anunciada

Milagro Mengana Castañeda

El anuncio de Raúl Castro respecto de no se reelegir nuevamente en los comicios generales previstos en el año 2017 causó expectativas fuera y dentro de Cuba, tanto por las interrogantes sobre su sucesor como por los cambios que podrían sobrevenir en la denominada transición. Mas, ¿de cuál transición hablamos?
Para los más desavisados o para quienes toman la “continuidad” de algunos fundamentos básicos del sistema político cubano como una justificativa para mantener críticas, ataques o políticas contra el mismo, en abril del año pasado tuvo lugar una transición “generacional”.

Leia mais
América Latina

América Latina – o olho do furacão

Italo Beltrão Sposito

Para observadores que começaram a acompanhar recentemente a política na América Latina, a impressão é de que o ano de 2019 ficará marcado. De fato, vivemos um período de alta instabilidade social e forte polarização política na região, mas não é novidade. Este período pode ser considerado parte de um processo de transição global, marcado pela hegemonia da superpotência do pós-Guerra Fria, os Estados Unidos, pela ascensão da China, pelo recente avanço de líderes populistas, nacionalistas e radicais combinado ao aumento da concentração de renda aliado ao baixo crescimento econômico.

Leia mais
América Latina

Bolívia: de cortina de fumaça para a crise ao golpe contra Evo Morales

Renata Peixoto de Oliveira

As eleições bolivianas de 2019 foram muito questionáveis em diversos aspectos e, regionalmente, sentiremos seus efeitos nos próximos anos, independentemente do desfecho. As dúvidas em cima do sistema de contagem, o papel do órgão máximo eleitoral em sua proximidade com a situação, a postura oportunista da oposição, levaram a Bolívia a um caos social nos últimos dias.

Leia mais