Category

International System

China, Comércio Internacional, Sistema Internacional

Vigor da desdolarização depende da China: o yuan não tem condições de substituir o dólar neste momento, nem Pequim deseja isso

Carlos Eduardo Carvalho e João Paulo Nicolini Gabriel

A China é o único país que reúne comércio externo e estrutura financeira para ampliar substancialmente o uso internacional de sua moeda, não apenas por parceiros em busca de proteção, mas também por agentes privados interessados em diversificação de carteira e em oportunidades de negócios usuais. Movimentos mais firmes na direção do que se chama de desdolarização, contudo, envolvem grandes desafios para Pequim.

Continue reading
Sistema Internacional

Guerra Rússia-Ucrânia: “corredores humanitários” e os limites da violência armada

Beatrice Daudt Bandeira

No último dia 24 de março completou um mês desde que o presidente russo, Vladimir Putin, autorizou uma invasão armada contra a Ucrânia (país vizinho), no que ele próprio denominou como uma “operação militar especial”. Do ponto de vista humanitário – assim como no Afeganistão, Etiópia, Somália, Sudão e Sudão do Sul, Iêmen, Síria, República Democrática do Congo, Palestina, Nigéria, Iraque, Mianmar e República Centro Africana, para citar algumas das crises humanitárias que resultaram de conflitos armados, ainda nos dias de hoje –, os impactos da guerra, no contexto da Ucrânia, têm gerado preocupações sobre as condições de vulnerabilidade e insegurança de populações civis que foram forçadas a deixarem o país ou que permaneceram.

Continue reading
Sistema Internacional

Guerra entre Rússia e Ucrânia deve impactar o setor agrícola e energético brasileiro

André Andriw

O dia 24 de fevereiro de 2022 foi registrado na história como o início da invasão russa ao território ucraniano, desencadeando uma série de consequências geopolíticas e geoeconômicas que afetam a região e o mundo como um todo. Embora distante do conflito físico, o Brasil está em uma posição vulnerável frente à avalanche de problemas que a guerra deve trazer para a economia global, principalmente para dois setores que impulsionam seu Produto Interno Bruto (PIB): agricultura e energia.

Continue reading
China, Sistema Internacional

Xiomara Castro, China, and the Future of Honduras-Taiwan Relations

Henoch Gabriel Mandelbaum

The newly elected Honduran President, Xiomara Castro, from the left-wing party Liberty and Refoundation (Libre), suggested during campaigning in December 2021 that Tegucigalpa would switch recognition from Taiwan to China. However, on the last day of January 2022, Honduran Foreign Minister Eduardo Enrique Reina announced that Castro’s administration considered the benefits Honduras had obtained from a steady relationship with Taiwan, and determined that there was no need to explore alternatives for the time being. Nevertheless, China’s increasing footprint in Latin America and the Caribbean (LAC) can still have an impact on Tegucigalpa-Taipei ties and the United States’ policy for the region.

Continue reading
Sistema Internacional

Crise na Ucrânia, cautela no Indo-Pacífico: EUA têm dificuldades para mobilizar parceiros

João Paulo Nicolini Gabriel e Carlos Eduardo Carvalho

Além das reticências da Alemanha e da oposição interna a sua política no Leste europeu, o governo Biden enfrenta dificuldades para conseguir apoio dos membros da articulação Quad, seus aliados mais importantes no Indo-Pacífico. Japão e Austrália defendem a posição da Otan de não acatar as reivindicações russas, mas evitam movimentos mais assertivos, e a Índia não quer tomar partido numa disputa entre seus dois principais parceiros geopolíticos, os EUA e a Rússia.

Continue reading
Sistema Internacional

Índia e Rússia ampliam parceria estratégica

João Paulo Nicolini Gabriel e Carlos Eduardo Carvalho

Em meio à ofensiva diplomática do presidente americano Joe Biden no Leste Europeu, no início do mês o presidente da Rússia, Vladimir Putin e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, assinaram em Nova Déli um ambicioso plano de dez anos para cooperação bilateral em assuntos militares, científicos e econômicos. O encontro marcou o 50º aniversário do Tratado de Cooperação e Amizade entre Índia e URSS, firmado em 1971 diante da aproximação dos EUA com China e Paquistão no governo Nixon.

Continue reading
Sistema Internacional

The Status of the BRICS, 20 Years Later

William Daldegan e Carlos Eduardo Carvalho

November 30, 2021 marks the 20th anniversary of the article that popularized the acronym BRICS. When Jim O’Neill claimed that ‘it is time for the world to build better global economic BRICs’ he referred to Brazil, Russia, India and China as dynamos of global growth for the following decade, potential destinations for international investments, and as a pressure factor for expanding ‘the key body of global economic policy co-ordination’, the G-7. However, two decades later O’Neill (Project Syndicate, 09/16/21) was tough: ‘The bloc’s ongoing failure to develop substantive policies through its annual summitry has become increasingly glaring’. O’Neill pointed out low trade integration, unequal growth, little assertiveness in the face of the international order, a lack of coordination concerning priority issues, and a missed opportunity to form strategic cooperation agreements. And he asked, ‘When is that influence going to show up?’

Continue reading
Sistema Internacional

Diferentes tabuleiros de Biden na Ásia: Institucionalização de aliança militar ampla no Indo-Pacífico seria jogada arriscada

João Paulo Nicolini Gabriel e Carlos Eduardo Carvalho

A política externa de Biden para o Indo-Pacífico ficou mais evidente na primeira cúpula presencial dos chefes de governo do Quad, em 24/9, quando recebeu seus pares de Austrália, Índia e Japão: atuar com iniciativas de formato e escopo variados para cercar a China.

Continue reading
Sistema Internacional

Na cúpula dos Brics, sucesso da Índia: Ascensão do Talibã no Afeganistão pôs terrorismo na agenda do grupo

William Daldegan e Carlos Eduardo Carvalho

Sob o tema “Cooperação intra-Brics para a continuidade, a consolidação e o consenso”, a 13ª Cúpula Anual do arranjo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, realizada em 9 de setembro, destacou saúde, terrorismo e governança financeira internacional. Entre os movimentos diplomáticos mais originais, além do reposicionamento do presidente brasileiro destacando a relevância da China na vacinação contra a covid-19, houve um movimento de reaproximação entre Índia e China, diante das implicações da volta do Talibã ao poder em Cabul.

Continue reading
Ásia, Sistema Internacional

Talibã embaralha jogo no Indo-Pacífico: Pequim e Washington sabem que estratégias para Cabul passam por Nova Délhi ou Islamabad

João Paulo Nicolini Gabriel e Carlos Eduardo Carvalho

Índia e Paquistão avançam como potências regionais no vazio criado pela retirada militar dos Estados Unidos, mas devem arcar com o desafio de assegurar estabilidade no Afeganistão e no seu entorno, além de lidar com os movimentos de Pequim, Moscou e Washington em suas estratégias globais e nas disputas pela Ásia Central.

Continue reading
EN