O ano de 2020 assistiu à rápida tomada de decisões de emergência para combater a covid-19. A lista de exemplos é longa, mas podemos citar a suspensão do direito de circulação de pessoas dentro das cidades. Em vista da combinação da razão neoliberal que se afirma na ordem internacional e do caráter delicado do cenário em que nos encontramos, tem sido razoavelmente comum que algumas nações, em nome da saúde pública, legitimem medidas questionáveis. Chama a atenção, o fato de no rol dos Estados que hoje assistem à ascensão de discursos favoráveis a posturas de cunho austero, encontram-se regimes democráticos da própria União Europeia. Em um cenário de medo e de imprevisibilidade, pode haver maior aceitação a medidas excepcionais que se dizem anticrise.

O primeiro episódio do PodCast NEAI recebe a pesquisadora do NEAI, Danielle Amaral Makio, para falar um pouco sobre as tensões suscitadas pela pandemia em alguns países do Leste Europeu, como Hungria, Polônia e Belarus. O conteúdo do PodCast é parte da publicação Dossiê Covid-19 e Relações Internacionais e o artigo é em co-autoria com o também pesquisador do NEAI, André Leite Araújo.

Acesse aqui, leia e difunda o Dossiê Covid-19 e Relações Internacionais

Apresentação: Sara Toledo

Autor(a)

  • O Núcleo de Estudos e Análises internacionais (NEAI), vinculado ao Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais (IPPRI) da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) busca dialogar com o mundo em que vivemos, com o sistema internacional de Estados, seus atores e processos, seus temas e problemas, e as ideias que nele circulam.

Leia mais:  #9 O centenário do Partido Comunista Chinês: quatro questões para o debate brasileiro. Por Carlos Eduardo Carvalho