Política Externa Brasileira

Morre o principal operador brasileiro de política internacional

Foi assessor diplomático do presidente, mas essa nunca foi a sua única função. Cabia a Marco Aurélio Garcia mediar as facções rivais dentro do PT, vazar notícias à imprensa e montar estratégias de sobrevivência, depois que os escândalos de corrupção começaram a pipocar. Pensavam nele como ideólogo, mas representava o exato oposto: o pragmatismo cru que é marca registrada de seu grupo.

Leia mais